Fotografia: Roberto Pereira,  © Direcção Regional dos Assuntos CulturaisFotografia: Direcção Regional dos Assuntos Culturais,  © Direcção Regional dos Assuntos CulturaisFotografia: Roberto Pereira,  © Direcção Regional dos Assuntos CulturaisFotografia: Roberto Pereira,  © Direcção Regional dos Assuntos CulturaisFotografia: Roberto Pereira,  © Direcção Regional dos Assuntos CulturaisFotografia: Roberto Pereira,  © Direcção Regional dos Assuntos CulturaisFotografia: Roberto Pereira,  © Direcção Regional dos Assuntos CulturaisFotografia: Roberto Pereira,  © Direcção Regional dos Assuntos Culturais


Identificação do Monumento:

Igreja de São João Evangelista

Outra designação:

Igreja do Colégio

Localização:

Funchal, Madeira, Portugal

Contact DetailsIgreja de São João Evangelista
Largo do Município e Rua dos Ferreiros
9000 Funchal
T : 351 291 233 534
E : gabineteinfo@diocesedofunchal.pt; igrejadocolegio@sapo.pt
Diocese do Funchal (Responsible Institution)

Data:

Construção: 1629-1647; decoração: 1647–1750

Artistas:

Autor do projecto inicial: mestre das obras reais Mateus Fernandes (activo 1575–1595); mestre pedreiro: Brás Fernandes (activo 1629–1635); mestre entalhador: Manuel Pereira (activo 1648–1660); mestre entalhador: Manuel Pereira de Almeida (activo 1690–1700); oficina de Bento Coelho da Silveira (1648–1708).

Tipologia do monumento:

Arquitectura religiosa. Igreja.

Encomendado por:

Companhia de Jesus

Historial:

A igreja de São João Evangelista é um templo de traça maneirista, construído em 1629 por iniciativa dos Jesuítas, que se fixaram na Madeira após 1570. Já erguida em 1647, devido ao carácter monumental e exuberante, os trabalhos de decoração prolongaram-se até inícios do século XVIII. Nesta última fase, as composições barrocas ganharam relevo em detrimento das produções maneiristas, despertando o cristão para uma atmosfera gloriosa e de exaltação artística, tal como era preconizado pelos ideais contra-reformistas.

Após a expulsão dos Jesuítas, em 1760, a Igreja de São João Evangelista manteve-se encerrada, até 1846, data em que o governador civil José Silvestre Ribeiro, informado das qualidades excepcionais deste monumento, promoveu obras de recuperação e devolveu-o à Diocese para ser novamente aberto ao culto.

Descrição:

Fachada de expressiva concepção maneirista, típica dos modelos ibéricos mais divulgados pela Companhia de Jesus, ornamentada com as esculturas de Santo Inácio de Loyola, São Francisco Xavier, Santo Estanislau e São Francisco de Borja. O interior é dominado por uma ampla nave com oito capelas laterais intercomunicantes, falso transepto e capela-mor. Nas paredes da nave, destacam-se pinturas a fresco, de grande valor artístico, que representam os evangelistas, cenas da vida dos Jesuítas e elementos arquitectónicos e vegetalistas. A cobertura, em falsa abóbada de berço, tem uma pintura em trompe l'œil, cujo painel central é ornado pelas letras “IHS”, além de incluir duas cúpulas com alegorias e composições em quadratura, enquadradas por temas vegetalistas e alinhadas sobre o eixo central. Nesta igreja jesuíta, a simplicidade das linhas arquitectónicas maneiristas articula-se com a riqueza da ornamentação, adequada às novas directrizes da Contra-Reforma.

View Short Description

A igreja de São João Evangelista é um dos melhores exemplos da fusão das estéticas maneirista e barroca na Ilha da Madeira. A exuberante decoração do interior, iniciada em 1647 e patrocinada pelos jesuítas, combina valiosos retábulos de talha dourada, azulejaria de padrão e de desenho figurativo, com pintura presente no tecto, nos frescos da nave e na sacristia.

Como foi estabelecida a datação:

Evidência histórica e análise estilística.

Special features

Interior. Vista geral

Igreja. Interior

Construção: 1629-1647; ornamentação: 1648–1750

Mateus Fernandes e outros

Aspecto geral do interior da Igreja.

Pormenor da decoração do tecto

Nave da Igreja

Inícios do século XVIII

Desconhecido

Tecto em madeira com uma falsa abóbada de berço, pintado com motivos vegetalistas e em trompe l'œil.

Capela das Onze Mil Virgens

Interior. Lado da Epístola

Datado de 1653

Desconhecido

Este retábulo de talha dourada apresenta, no corpo principal do altar, um conjunto de nichos contendo imagens e relíquias, sobreposto por um friso com querubins. No remate do altar, enquadra-se uma pintura representando a Virgem, do pintor Martim Conrado.

Conjunto de pinturas sobre o ciclo Mariano

Sacristia

Finais do século XVII e inícios do século XVIII

Atribuível à oficina de Bento Coelho da Silveira

Na parede, estão representadas pinturas do ciclo da Virgem, atribuídas à oficina de Bento Coelho da Silveira. O arcaz é encimado por espaldar que enquadra telas representando a vida do Santo Inácio.
O tecto está ornamentado com folhas de acanto, putti e simbologia Mariana.

Retábulo de talha dourada

Capela-mor

1660

Atribuível à oficina do mestre entalhador Manuel Pereira

Este retábulo seiscentista é considerado um dos expoentes da talha dourada difundida pelos Jesuítas em Portugal.

Bibliografia seleccionada:

Igreja de São João Evangelista, www.monumentos.pt
Silva, F. A. da, Colégio e Igreja de S. João Evangelista do Funchal, Breve Monografia Histórica, Funchal, 1947.
Smith, R., A Talha em Portugal, Lisboa, 1962.
Aragão, A., Para a História da Cidade do Funchal, 2º ed., revista e aumentada, Funchal: DRAC. 1987, pp. 173-222.
Carita, R., Colégio dos Jesuítas do Funchal, 2 vol., Secretaria Regional da Educação, Funchal, 1987.
Clode, L., e Adragão, J. V., “Colégio dos Jesuítas” in Madeira, Novos Guias de Portugal, Lisboa, 1989, pp. 72-73.

Citation:

Alda Pereira e Cora Teixeira: Direcção de Serviços do Património Cultural  (Direcção Regional dos Assuntos Culturais) "Igreja de São João Evangelista" in "Discover Baroque Art", Museum With No Frontiers, 2016. http://www.discoverbaroqueart.org/database_item.php?id=monument;BAR;pt;Mon11;6;pt

Autoria da ficha: Alda Pereira e Cora Teixeira: Direcção de Serviços do Património Cultural (Direcção Regional dos Assuntos Culturais)

Número interno MWNF: PT 06

RELATED CONTENT

 Timeline for this item


Download

As PDF (including images) As Word (text only)